SEGUIDORES DE CAMINHADA

terça-feira, 21 de junho de 2011

Esse papo é bom - II





Eu não quero sair por aí que nem uma doida...
Mas tem hora que dá vontade de jogar tudo pelos ares.
Parece até que falo inglês, nessa Terra...
- São problemas existências. Às vezes também fico assim.
A gente precisa ser ouvida... quer ser ouvida... E ninguém tá aí, oh...
- Até que a gente descobre como Colombo conseguiu colocar o ovo em pé... Ave Maria! Que vida difícil.
Você também fica assim, é?
- Se fico! É tanta coisa prá se pensar...
Então, você esta certo... O pior é que muita gente nem sequer pensa!
Custa alguma coisa fazer o que já foi pensado?
- Como assim?
Ora! Não é preciso mais descobrir certas coisas. Como o ovo de Colombo.
... Educação, gentileza, respeito, consideração, valorização como pessoa...
Entende?
- O que houve?
Ah! Você sabe. Quando eu estava reivindicando...
- É decepcionante, sim, mas isso vai passar, e tudo vai dar certo, você vai ver.
- Mais dias ou menos dias vão acabar reconhecendo o seu valor, a sua capacidade.
- No trabalho é assim mesmo. Há algum contratempo, mas tudo se supera. Quando você terminar o seu curso, você vai ver...
Espero que tenha razão.
Vamos indo? Está terminando a hora do almoço.
- Vamos, sim, mas eu ainda preciso ir ali tirar uma "xerox".
Está bem, eu já vou indo...

Juiz de fora, 21 de junho de 2011
Evaldo de Paula Moreira
Conto  -  Reflexões


3 comentários:

Ma Ferreira disse...

Evaldo..Bacaninha este texto. Bem escrito, leve e com uma mensagem.

Realmente não precisamos descobrir o óbvio... é só colocarmos em pratica.

DE nada custa, ser educado, ser gentil, ser participativo..

Beijo fraterno,

Ma Ferreira

Ma Ferreira disse...

Evaldo..Bacaninha este texto. Bem escrito, leve e com uma mensagem.

Realmente não precisamos descobrir o óbvio... é só colocarmos em pratica.

DE nada custa, ser educado, ser gentil, ser participativo..

Beijo fraterno,

Ma Ferreira

Nayara Borato disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Catia Bosso Poesias. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

http://narroterapia.blogspot.com/