SEGUIDORES DE CAMINHADA

domingo, 16 de outubro de 2011

Versos de Amor

video

  (1971) (pix) mpb - chorinho - pixinguinha - carinhoso instrumental 




O amor não tem palavras que o definam.

Quem o emana são os olhos.

São as emoções.

É o coração.





  Evaldo de Paula Moreira
  Juiz de fora, 16 de outubro de 2011
  Versos de Amor






terça-feira, 11 de outubro de 2011

Pequenos detalhes de grande importância para as crianças.




Pequenos detalhes de grande importância para crianças.

Muitas coisas nos passam despercebidas na vida sobre as crianças.
Pequenos detalhes como municiá-las de lápis à vontade e papel para fazerem seus rabiscos poderão resultar em grande diferencial na vida futura delas. Os desenhos que começam com rabiscos são formas importantes de comunicação do mundo interior delas e ajudam em seus desenvolvimentos. Desenvolve a coordenação motora, por exemplo, e além, é claro, o grande potencial artístico que estão latentes, esperando uma oportunidade para expressão.
Independente de serem grandes artistas, ou mesmo artistas, essa fase tem muito a dizer sobre seus pensamentos e sentimentos que devemos dar atenção para compreender melhor o mundo delas.
Os lápis devem ser de preferência de tamanho grande para facilitar os movimentos com a mão.
Criança gosta de rabiscar parede, coisa que os pais ficam frustrados quando isso acontece. Isso é tão importante para elas, que na medida do possível, deve-se reservar algum lugar na casa para que elas rabisquem à vontade, educando-as para utilizar o local, além dos papéis à vontade. A prioridade é sempre da criança e é na sua alegria que devemos investir porque isso também nos alegra.
Antes de ser pai tive a felicidade de ler a respeito da arte infantil, encontrando no livro A Criança e Sua Arte, de Viktor Lowenfeld manancial importante que me fez compreender a importância que isso tem na vida delas. Posso dizer que o resultado foi ótimo, pois meus filhos puderam contar com minha compreensão e de minha esposa, pois entendemos essa forma de comunicação infantil.

Juiz de fora 11 de outubro de 2011.
Evaldo de Paula Moreira
Pequena crônica – Dia Das Crianças



sábado, 1 de outubro de 2011

Olhar as flores, os pássaros, todos os viventes. - Reflexões



 Olhemos as flores, os pássaros, todos os viventes.

Reunimos em nosso corpo fragmentos de todo o universo, conhecidos e desconhecidos, em pesquisa constante da Ciência.
Somos, portanto, a eficiência física, necessária no momento de vivência de cada ser.
Somos constituídos na forma, sob forja desconhecida, mas com assimilação intuitiva de que algo onipotente sustenta todas as vidas existentes.
Todos nós temos como plano de fundo, consciente ou inconscientemente, o leme da sobrevivência.
Nós, humanos, os animais ditos irracionais, as plantas, os seres inanimados como a rocha, somos particularidade da Terra que se equilibra no Universo.
O espírito é um ser cósmico que anima, transitoriamente, por necessidade de evolução, a matéria na Terra.
Observando o passado, que o espírito empreendedor da humanidade busca desvendar para descobrir sua origem, que pode estar fora do orbe terrestre, e projetando o futuro, olhando pela janela da Ciência, da Filosofia e das Religiões podemos depreender o quanto somos primitivos, ainda, mas sem demérito algum, considerando o aspecto de que estamos em processo de evolução.
Cada um de nós aproveita o momento de ser, com nossas singularidades, mudando a roupagem física, tal qual substitui o estudante o seu uniforme escolar. Mudar de grau é questão de esforço pessoal e também coletivo.
A escola da vida parece estar meio, ou bastante destruída, mas o lema é seguir em frente, reconstruindo a História, levantando a bandeira da compreensão, tecendo a sensibilidade para sentir o que está em nossa volta. São tantas maravilhas, além da beleza do ser humano que ainda utiliza a cartilha como aprendizado.

Juiz de fora, 01 de outubro de 2011.
Evaldo de Paula Moreira
Série Pensamentos - Reflexões