SEGUIDORES DE CAMINHADA

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Homenagem ao blog Pintando Haikai





Homenagem ao blog Pintando Haikai, de autoria da amiga Elisa T.Campos



                       Conversando com a arara.

O que poderia falar para a adorável ave que me olhava com olhar sereno e indagador?
Ela não era apenas um objeto colorido pousado ali naquela árvore frondosa para agradar meus olhos com sua beleza.
Parecia que ela queria se comunicar.
Como falar com essas aves, pensei?
Com certeza ela queria me dizer alguma coisa, bastava ver o olhar dela que me fitava querendo interagir de alguma forma.
Para iniciar entrosamento arrisquei uma pergunta: quer uma goiaba?
Eu já havia observado outras araras naquela pousada do cerrado de Goiás e vi como elas são amistosas com as pessoas. Iam e vinham com liberdade por aquelas árvores, embelezando  região que já é linda, com suas nascentes de rios, montes suaves e vegetação vicejante.
Estendi, então, minha mão e ofereci a goiaba. 
Graciosa e suavemente ela estendeu seu bico em direção à goiaba oferecida, em gesto de aceitação, não por motivo de que precisasse de minha oferta, mas apenas para não me desapontar, suponho, pois naquele lugar há muitas árvores frutíferas, inclusive goiabeiras.
Parecia que ela queria contar alguma coisa de sua região, pois afinal de contas eu era um turista.
Se soubesse que eram tão amistosas e inteligentes, teria insistido um pouco mais, buscando conversar sobre tanta coisa .
Creio que no seu compenetrado silêncio, e às vezes falando baixinho sem que eu a entendesse, ela soubesse que a interação não se dá apenas com palavras. Deve ter compreendido a minha dificuldade em dialogar com ela. Afinal, eu era apenas um turista com outra roupagem.
Naquele dia, não há muito tempo, ainda não conhecia as histórias da Elisa T. Campos, do blog http://pintandohaikai.blogspot.com.br/
Encontramos, nos seus diversos assuntos, historinhas sobre suas  amiguinhas araras que papeiam e viajam pelo Brasil afora e até nos países vizinhos.
Elisa, inclusive, pinta muito bem, tanto quanto escreve. Entre seus escritos estão seus interessantes haikais, que com poucas palavras expressam a grandeza de seu sentimento e o modo profundo de ver o mundo. Suas fotos enriquecem suas postagens, exaltando a natureza como um todo, notadamente as flores. 
Agora já sei que quando encontrar novamente com essas adoráveis criaturas, as coloridas araras, lembrar-me-ei que suas longas asas foram feitas para realizar  revoadas distantes e que elas têm muitas histórias para contar, sobre diversos assuntos e lugares.




Homenagem ao blog Pintando Haikai
Evaldo de Paula Moreira

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Série Pensamentos - Desenho, natureza, reflexões, vida.

                            desenho natureza                     by Evaldo  




Reflexões, vida.

Antes de existir a natureza que conhecemos, nosso planeta era uma esfera incandescente a girar pelo espaço, em torno da estrela mãe, o Sol, em busca de seus destinos.
Indescritível capricho houve na criação de todas as coisas, como é sabido.
O que teria existido antes?
E antes do antes?
O hoje, com certeza é fruto desse paciente conjunto de criações.
Engenharia sideral, talvez, criando bólidos que giram ao infinito.
O que podem ver nossos olhos?
A folha que se solta da árvore, o grão de areia burilado pelas águas do rio?
Tudo é maravilha... Tudo é espetacular engenho.
Mas, só em sonho acordado, só no foro íntimo podemos avaliar e sentir paz, pois a vida é composta de luz e treva que a tudo agita.
A alegria e a tristeza não estão apenas no que os olhos veem, mas principalmente na capacidade de pensar e processar intimamente o que nossos sentidos podem apurar. Tudo acontece sob guisa da sombra e da luz que somam o que somos.
Nessa alternância vamos selecionando a claridade numa luta constante em busca da felicidade, conscientes ou inconscientemente.
A natureza é pródiga em fornecer as belezas das quais somos parte e a cada dia que passa firma-se cada vez mais a compreensão de que está em nossas mãos a co-responsabilidade em fazer fluir a vida planetária.


Juiz de fora, 15 de agosto de 2012.
Evaldo de Paula Moreira
Natureza – reflexões - vida