SEGUIDORES DE CAMINHADA

domingo, 28 de agosto de 2011

Solidariedade - Reflexões




Solidariedade

A vida se renova em ninhos de carinho.

Enfrentamos os ventos, as chuvas, o estalar dos galhos que derrubam os ninhos.

Somos iguais aos passarinhos, viventes que superam as quedas e constroem outros ninhos.

Viver é buscar felicidade e compartilhar alegrias.

A alma se cala, fica muda, ou se revolta na calada das surpresas que às vezes abafam a alegria.

Nessas horas precisamos da solidariedade uns dos outros porque a vida há de se renovar em amor, no abraço da esperança.

Não sabemos compreender tudo, apesar dos esforços humanos, mas algo nos diz intuitivamente que precisamos seguir caminhos.

Na luta de compreender as dificuldades, choramos juntos. 

Após os percalços, na solidariedade dos que nos abraçam, esperamos o recompor de novas esperanças.

Juiz de Fora, 28 de agosto de 2011.
Evaldo de Paula Moreira
Solidariedade - Reflexões