SEGUIDORES DE CAMINHADA

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Reflexões sobre a natureza


A realidade humana tem muito da realidade de todos os seres.

Por que a natureza se embeleza tanto?

As plantas, as flores, os animais...

Eles também querem ser amados?

Tudo parece ser uma dança.

As flores dançam para as flores e com outras flores se entrelaçam em seus polens e óvulos.

Os rios...

Eles também nascem e começam pequeninos, protegidos pela natureza.

Igualmente aos seres humanos vão crescendo e enfrentando as intempéries da vida.

Aproveitam os prazeres de receber a luz do Sol que ilumina toda a Terra, assim como a luz da Lua e as águas das chuvas.

Abrigam diversos seres enquanto alimentam a terra em suas margens.

Suas águas se abraçam quando um rio encontra outro, tal como se abraçam e se deleitam outros viventes em seus leitos.

Sofrem também com as secas.

É como todas as vidas, que possuem talentos, desenvolvendo a suavidade, a beleza, e também a força, o que for necessário para se manter, cada qual do seu modo.

Afinal, somos todos singulares.

A vida se processa em ferramentas de mel e de fel e nelas se equilibra, sustentando-se no bem e o no mal, no positivo e no negativo.

Todos os seres têm seus segredos na busca infrene de sobrevivência, desde o pequeno inseto, podemos dizer.

Estão além dos que podemos ver no microscópio e no telescópio...

Além do que podemos conceber.



Juiz de fora, 04 de agosto de 2011
Evaldo de Paula Moreira
Reflexões - Os seres

Série Pensamentos - Reflexões -Os medos