SEGUIDORES DE CAMINHADA

terça-feira, 21 de junho de 2011

Esse papo é bom - II





Eu não quero sair por aí que nem uma doida...
Mas tem hora que dá vontade de jogar tudo pelos ares.
Parece até que falo inglês, nessa Terra...
- São problemas existências. Às vezes também fico assim.
A gente precisa ser ouvida... quer ser ouvida... E ninguém tá aí, oh...
- Até que a gente descobre como Colombo conseguiu colocar o ovo em pé... Ave Maria! Que vida difícil.
Você também fica assim, é?
- Se fico! É tanta coisa prá se pensar...
Então, você esta certo... O pior é que muita gente nem sequer pensa!
Custa alguma coisa fazer o que já foi pensado?
- Como assim?
Ora! Não é preciso mais descobrir certas coisas. Como o ovo de Colombo.
... Educação, gentileza, respeito, consideração, valorização como pessoa...
Entende?
- O que houve?
Ah! Você sabe. Quando eu estava reivindicando...
- É decepcionante, sim, mas isso vai passar, e tudo vai dar certo, você vai ver.
- Mais dias ou menos dias vão acabar reconhecendo o seu valor, a sua capacidade.
- No trabalho é assim mesmo. Há algum contratempo, mas tudo se supera. Quando você terminar o seu curso, você vai ver...
Espero que tenha razão.
Vamos indo? Está terminando a hora do almoço.
- Vamos, sim, mas eu ainda preciso ir ali tirar uma "xerox".
Está bem, eu já vou indo...

Juiz de fora, 21 de junho de 2011
Evaldo de Paula Moreira
Conto  -  Reflexões