SEGUIDORES DE CAMINHADA

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Momentos... De saudosa infância.




A primeira vez que vi alguém retirar as pétalas de uma flor foi lá no campo, onde havia muitas, de todas as cores.

Mas uma flor, a escolhida, é que iria responder ao apelo do coração daquela menina que desde pequena já treinava para um dia saber a verdade, sobre o imaginário amor desejado, a ser conquistado: 

Bem me quer... Mal me quer...


Juiz de Fora, 18 de maio de 2011.
Evaldo de Paula Moreira
Contos de amor

7 comentários:

Meias de Seda (Suzy) disse...

Oi, Evaldo!
Adorei o novo header do blog!
Gosto muito dos seus desenhos e dos seus escritos.
Bjos e bom fim de semana ;)

Cris Tarcia disse...

Evaldo, que lindo, é verdade o imaginario amor desejado, quando somos jovens tudo tem uma cor especial.
Abraços

Meias de Seda (Suzy) disse...

Passando para desejar uma ótima semana.
Bjos ;)

Equipe PPC disse...

Oi, Evaldo!
To deixando um coment aqui pra testar. Só não consigo deslogar dessa conta do Equipe Passeando...rs
Aqui tá funcionando.

Equipe PPC disse...

Sou eu, a Suzy, tá...rsrs

Evaldo disse...

Ok, Suzy! Obrigado.

Fátima disse...

E sabe que eu acreditava na flor?Juro. Que no caso, era sempre uma margarida.E nas simpatias de São João, então?Eu e a Rute,fazíamos todas,será que existiu esse tempo?rrss Agradeço Evaldo, seus textos são muito saborosos,impossível não recordar tempos tão singelos e por isso mesmo tão felizes... Fátima