SEGUIDORES DE CAMINHADA

domingo, 4 de julho de 2010

BRINQUEDO


Brinquedo

Não dá para esquecer os brinquedos de quando éramos crianças.
Mesmo na roça não faltava criatividade para inventar. Eram diversas as brincadeiras.
Fazíamos os nossos próprios brinquedos.
Era comum fazermos os brinquedos regionais, entre eles, carrinhos- de- boi. Fazíamos até de casca de abóbora, que cortávamos em círculos para fazer as rodas e também outros pedaços para o assoalho do carro.
Cortávamos bambu e com pequenos pedaços podíamos fazer flauta, com as partes mais finas e com as outras partes era possível fazer cavaquinho. Era só lascar umas tiras estreitas num pedaço de bambu verde e colocar um pequeno calço debaixo delas para imitar as cordas.
Mas, um dos brinquedos que mais me marcou e deixou saudade foi um que parece um pião grande. Só que era feito de lata e colorido. Tinha um eixo central que apertávamos e fazia o brinquedo rodar igual a um pião. Rodava, rodava e emitia um som mais intenso do que o do pião, que também emite som.
Aquele brinquedo que ganhei e foi fabricado na cidade, chamava-se “piorra”.
****
****
Juiz de Fora, 03 de julho de 2010.
Evaldo de Paula Moreira
Contos de Amor
****
****

Nenhum comentário: