SEGUIDORES DE CAMINHADA

sábado, 29 de maio de 2010

TAMANDUÁ



Olha o Tamanduá

Houve tempo em que olhava algumas paisagens de Minas e achava muito feio aqueles morros cheios de cupinzeiros.
Imaginava a dificuldade para o agricultor arar aquela terra e executar plantio. Achava feio, mesmo, o cupim.
Achava feio tanto morro, estradas cheias de curvas, num sobe e desce danado.
Com o tempo a ficha caiu.
E morro, não é mais morro, é montanha.
E que belas montanhas.
Como é importante saber olhar.
Descobri que os pastos não são apenas pastos.
É o cerrado brasileiro, escondendo verdadeiro ecossistema.
O cupinzeiro, que parecia um monte de barro seco, habitado pelas malvadas formigas, ou pelos cupins passou a ter outro sentido: o de sustentarem-se e o de servirem de sustento a diversos animais e pássaros.
É muito difícil ver os animais, como o tamanduá, os tatus, e outros, pois eles se escondem da depredação do homem.
Então não podemos vê-los facilmente.
O cerrado possui importante biodiversidade na sustentação da natureza, e é tão importante quanto as florestas.
É cheio de beleza, contendo plantas menores, imensa variedade de flores, insetos e animais de pequeno e médio porte, como o tamanduá, o tatu, o lobo guará.
Hoje fico deprimido quando passo em uma região com queimada provocada pelo homem. Em tempos atuais, com tanta informação, ainda existem pessoas sem a consciência de como é importante saber preservar a natureza. Pássaros, borboletas, flores lindas e tudo mais. E não é apenas pela pura e simples beleza, mas também pela importância da preservação do planeta.
Leia um pouco sobre o cerrado, caso ainda não seja um admirador. A internet fornece diversos comentários com fotos lindas. Aproveite.

Juiz de Fora, 28 de maio de 2010.
Evaldo de Paula Moreira
Crônicas com Amor.

Nenhum comentário: